Search
  • Carla Costa

Vanessa Reis

Se pudesses escolher uma frase, um texto, uma música ou um poema para te definir qual seria?

Bommmm que começo de entrevista! Digo isto porque palavras, sonoridades, musicas e poemas são o que me definem enquanto pessoa. Sempre fui desde muito cedo uma criança que adorava ler, escrever e continuo a amar tudo o que a língua-mãe nos proporciona! Mas antes que comece já aqui a divagar (ahaha, já estava a começar! :-)) posso dizer-te que tenho uma frase, um texto e uma música que me definem enquanto indivíduo! Aliás, conheces-me há muitos anos e tenho a certeza que estarias à espera de uma resposta assim :-), mas respondendo à tua questão, cá vai:

**Frase: Sou do verbo ir!

**Música: tenho várias, mas há uma que me tem derretido mais ultimamente: https://www.youtube.com/watch?v=z8Kr_aFB6Ww (The Internet, Hold On)

**Texto e que também é um poema: "Tudo me interessa e nada me prende. Atendo a tudo sonhando sempre; fixo os mínimos gestos faciais de com quem falo, recolho as entoações milimétricas dos seus dizeres expressos; mas ao ouvi-lo, não o escuto, estou pensando noutra coisa, e o que menos colhi da conversa foi a noção do que nela se disse, da minha parte ou da parte de com quem falei. (...)", in Livro do Desassosego, Bernardo Soares (heterónimo Fernando Pessoa)

Qual foi o maior desafio que viveste até hoje?

Já vivi vários felizmente! Um desafio é uma oportunidade de te tornares mais forte, mais permeável a determinadas questões, situações. Sejam eles profissionais ou pessoais. No entanto, do ponto de vista pessoa, posso dizer-te que o maior desafio de todos foi ter conseguido desenvolver e implementar um rebranding de uma cadeia de hotéis em apenas um mês, verdade leste bem e hoje em dia é um dos principais players do segmento hoteleiro.

E qual foi o momento mais feliz?

Sabes que não sou pessoa de ter uma situação única! Mas já fui feliz várias vezes! Talvez a que estará no topo é ter conseguido concretizar o meu sonho de me tornar na profissional que sou e, mais a um nível pessoal, ter tido a oportunidade de ser bastante ativa na educação do meu sobrinho mais novo.


Decidiste tornar-te especialista em Marketing & Relações Públicas porque…

A questão foi até bem caricata e totalmente inesperada! Sempre fui muito pespineta desde pequena (nem acredito que acabei de me adjectivar com esta palavra), e na verdade faz muito parte ainda da minha pessoa, mais contida mas sempre com argumento pronto! Desde tenra idade que o meu sonho era trabalhar em TV e à medida que fui crescendo chegando à adolescência já tinha ei tudo traçado…imagine-se ahaha…a ideia era formar-me em Jornalismo e trabalhar em cenários de guerra. Mas efetivamente a coisa não se deu por aí… Na altura dos exames nacionais entrei em Coimbra para Jornalismo, curso com um potencial gigante, mas o facto de ser de discurso e argumento sempre pronto na ponta da língua fez-me ser mais ponderada e pensar no que seria mesmo o meu futuro. O episódio foi bem caricato: Faculdade de Engenharia do Porto, muitas das pessoas que me conhecem não sabem que passei parte da minha adolescência no Porto, tinha a minha mãe comigo que saltava como se tivesse sido ela a entrar no curso há tantos anos desejado e eu hirta a pensar no meu futuro…segundos depois olhei para as outras opções para as quais me tinha inscrito e vi que poderia ir para a área de Marketing e Relações Públicas no Instituto Politécnico da Guarda e tomei de imediato a decisão de seguir um rumo ligado ao jornalismo, mas que ao fim e ao cabo tem uma atuação bem diferente no dia-a-dia das pessoas. Pouco a pouco percebi que tinha tomado a decisão certa: estudar a mente e os hábitos de consumo, conseguir seres o veículo da informação e perceberes como é que a mesma é veiculado e como a mesma chega aos diferentes targets é algo que me apraz muito mais! Como é que um simples código HEX influencia os potenciais consumidores na percepção que têm de uma marca/ produto ou serviço é algo absolutamente genial. Quem diz código HEX, diz, claro está, a mensagem escrita e a fonética (a semiótica ao fim e ao cabo). Antecipar tendências, vontades, experiências cria um entusiasmo quase que orgásmico em termos psicológicos e isso faz com que adore o que faço. Tenho uma enorme paixão no que faço e não me vejo a fazer outra coisa senão trabalhar nesta área. Já tive o prazer de contribuir para o desenvolvimento de muitas marcas de renome nacional e internacional o que me deixa verdadeiramente completa!

De que forma é que o teu trabalho nesta área transformou a tua vida?

Olha confesso-te que dado o que faço acabei em muito por alterar para melhor, a meu ver, a minha maneira de ser fora ajudou-me a criar soft skills importantes que acabo, inclusivamente, por usar no meu dia a dia. Ensinou-me a ser mais ponderada e sensata, mais justa e mais ágil. Treinei todo o meu senso comum, bem como o meu raciocínio lógico. Logo melhorou-me, se assim posso dizer, como pessoa, bem como profissional!

O que é que o teu trabalho acrescenta à vida dos teus clientes?

O meu dia-a-dia é dar a conhecer algumas das apetências que tenho a nível profissional às marcas com as quais trabalho e ajudo a desenvolver. Consigo ajudá-los a perceber a importância que a comunicação, seja online ou offline, tem no seu quotidiano e como um investimento pode alterar da noite para o dia e sempre a médio/longo prazo a percepção de quem é consumidor dessas mesmas marcas. O meu papel passa, em muito, por estar em constante modo de “formador” se lhe quiseres chamar. O que é interessante.

Qual é a tua principal fonte de inspiração?

Bom efetivamente não tenho "A fonte de inspiração", mas mais uma forma que é a observação de pessoas. Sim é meio estranha esta expressão, mas se há algo que me apraz e que ajuda, em muito, o meu trabalho é observares comportamentos. Faço sempre, em todo o lado para além, claro está, de todos os artigos que leio (na sua grande maioria em publishers internacionais) que me ajudam a antecipar comportamentos/tendências/hábitos de consumo a aplicar no meu quotidiano laboral.

Como descreves a experiência Share inspiration @ the Table?

Já não estou presente faz algum tempo, como sabes. A experiência Share Inspiration @ the Table tem para mim muito significado. Primeiro porque é um movimento interessante que junta pessoas completamente diferentes, com experiências de vida e profissionais díspares o que me ajuda a conhecer pessoas e a ter novas experiências com elas, mesmo que seja só durante o jantar. Depois, e é a razão pela qual gosto do movimento/comunidade, foi criado por ti e fico muito feliz de ver que conseguiste criar algo que amas tanto e que tem tudo a ver contigo: juntares pessoas diferentes e fazê-las partilhar estórias com os demais e que acabam sempre por ter pontos de ligação de sonho. E finalmente por aumentas a tua rede de networking, algo que para mim vale ouro. É uma “win-win situation” e aconselho a todos irem pelo menos a um jantar, pois acabarão por sentir e vivenciar o mesmo!

Let´s share inspiration porque…

Partilhar é importante! Partilhar conhecimento, momentos e experiências. Nós somos seres humanos e como tal devemos ser recíprocos. Dar e receber é um processo biunívoco e eu acredita piamente nessa reciprocidade, caso contrário nada fará sentido!

Seleciona os links que gostarias de partilhar (exemplos: site, LinkedIn, Facebook e Instagram)


www.linkedin.com/in/vanessareis


www.instagram.com/__missv___ | www.instagram.com/vanessareis_work/


www.facebook.com/miss.vreis/


Agência onde trabalho actualmente: www.mrjackishere.com


Tendências:


www.businessoffashion.com

www.buzzfeed.com

www.jingdaily.com

0 views

FAZ PARTE DESTE UNIVERSO

  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon
  • White LinkedIn Icon

© 2020 Carla Costa. Todos os direitos reservados.